sexta-feira, 4 de dezembro de 2009



Em entrevista realizada na Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia no dia 29 de Outubro de 2009. Conversamos com a Prof. Maria do Rosáriode Menezes, doutora em Sáude do Idoso pela Universidade de São Paulo - USP. Nesse bate papo descontraidissimo, conversamos sobre o maravilhoso trabalho que vem realizado desde o ano de 2005, quando deu-se o inicio de sua pesquisa e seu trabalho na luta da Violência na Saúde do Idoso e suas respectivas complicaçoes sociais, como tambem seus varios meios de agressão.

Características Epidemiológicas da violência contra idosos

Clique na imagem para ampliar

Morbidade – Brasil 2006 - dados do SIH

Idoso consome mais serviços e recursos do setor saúde. Dos quase 6 milhões e meio do custo total, 25,4% são consumidos pelos idosos.

-> 117.137 internações de idosos por lesões e envenenamentos

-> 63.415 (54,1%) mulheres e 53.722 (45,9%) homens

-> 4,8% das internações de idosos

Idoso tem tempo e custo médio da internação por acidentes e violência maior que a população geral.

Tempo médio
Idoso = 6,7 dias versus 5,1 dias para todas as idades.

Custo médio
Idoso = R$ 1.148,20 versus R$ 755,84 para todas as idades.

Circunstâncias agravantes:

- Agressor viver na mesma casa que a vítima
- Filhos serem dependentes financeiramente de pais idosos
- Idoso depender da família de seus filhos para sobreviver
- Abuso de álcool e drogas pelos filhos, outros adultos da casa ou pelo próprio idoso

Plano de Ação para Enfrentamento da Violência contra a Pessoa Idosa

- Capacitação de gestores, profissionais e técnicos em todos estados brasileiros para a prevenção da violência
- Capacitação de cuidadores de idosos
- Implantação e apoio a Núcleos/Centros que visam a prevenção da violência contra o Idoso
- Observatório nacional das ações de enfrentamento

Saiba mais acessando o link do trabalho da Pesquisadora Edinilsa Ramos de Souza que tratou da violência e seus impactos na saúde dos idosos no Seminário Internacional: Perspectivas de enfrentamento dos impactos da violência sobre a saúde pública, organizado pelo CLAVES e, nov. de 2007.

Dados epidemiológicos da violência contra idosos

A Pesquisadora Edinilsa Ramos de Souza, tratou da violência e seus impactos na saúde dos idosos no Seminário Internacional: Perspectivas de enfrentamento dos impactos da violência sobre a saúde pública, organizado pelo Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (CLAVES)em nov.de 2007 ela registra em sua obra sobre Violência contra Idosos dados epidemiológicos sobre os seguintes pontos abaixo:

Mortalidade – Brasil 2005 – dados do SIM

Morreram 17.581 idosos por acidentes e violências (cerca de 49 óbitos diários)

65,5% homens e 34,5% mulheres

3,0% de todos os óbitos de idosos

Oitava posição na mortalidade dos idosos

Morbidade – Brasil 2006 - dados do SIH

Principais causas externas específicas

54,1% quedas
10,1% acidentes de trânsito (atropelamentos)
6,5% complicações da assistência médica e cirúrgica
2,6% agressões
0,6% lesões auto provocadas

Estudos Internacionais: 90% dos casos ocorrem no seio da família - Violência intrafamiliar

Veja mais na integra
http://www4.ensp.fiocruz.br/biblioteca/home/exibedetalhesBiblioteca.cfm?ID=4865&tipo=B

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Violência contra os mais velhos. Uma Realidade Escondida

No cuidado com o idoso, não adianta tentar aliviar a consciência dando o melhor tratamento médico, quando se nega um carinho, uma visita ou um telefonema... É preciso fazer mais e melhor! O acompanhamento, a estimulação, o amor e a atenção oferecem ao idoso a oportunidade de ser útil a si mesmo e aos outros, de se divertir, aproveitar a vida, em suma, de viver.
É preciso mudar esta mentalidade voltada para a morte. Temos que transformá-la num maior investimento na melhoria da qualidade de vida do idoso, estimulando-lhe o prazer e a alegria em estar vivo.
A degradação da qualidade de vida dos idosos espelha as nossas falhas e a nossa fuga perante o envelhecimento. É necessário revalorizar o papel do idoso na vida social, familiar, económica e política, e criar oportunidades para que utilizem as suas capacidades em atividades que dignifiquem a sua existência. Respeitar a individualidade, não infantilizar (o idoso ele já passou por essa fase infantil, agora ele está numa fase mais madura) ,não os tratar como doentes ou incapazes, oferecer cuidados específicos para a sua faixa etária, preservar a sua independência e autonomia, ajudar a desenvolver aptidões, ter paciência com a lentificação do ritmo na realização das tarefas, trabalhar as suas perdas e os seus ganhos, promover a estimulação bio-psico-social. Isto, só é possível com o alargamento do espaço de intervenção social, o desenvolvimento de respostas especializadas e a formação continua de técnicos neste domínio .
O problema da violência contra os idosos é um problema de todos nós e não só dos idosos.

por:
Cristina Verde Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta Psicanalítica na Psicronos
Ana Almeida Directora Clínica na Psicronos

Saiba mais acessando a página:

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Poema do Idoso

Não importa a idade

Terceira idade, idade da sabedoria e da experiência!
Vida que merece ser vivida,
Não importa a idade.
Terceira idade, vida que merece ser bem vivida, curtida.
Vida que merece respeito, carinho e atenção
De todos que um dia, também lá, chegarão.

Click no link para ver o poema na integra:
http://www.blogger.com/:%20http://www.mundojovem.com.br/poema-idoso-3.php

de Liduina Felipe de Mendonça Fernandes
Mossoró - RN

Tipos de Violência ao Idoso

A violência não só física como também a psicológica, acomete idosos de todas as classes econômicas, e na maioria das vezes o agressor é um membro da família ou pessoas próximas a eles.

Os tipos de violência mais freqüentes de violência ao idoso são:

Violência Física
Violência Psicológica
Violência Sexual
Negligência
Abuso Emocional ou Abandono
Abuso Financeiro

Querendo saber mais sobre os tipos de violência ao idoso, click no link abaixo
:

http://violenciacontraidosos.blogspot.com/2008/07/tipos-de-violncia-exercida-contra-os.html

Reportagem - violência aos idosos

video

Vídeo com reportagem do Jornal da Band retratando agressão física à uma senhora idosa.

Feliz Aniversário

Clarice Lispector, em uma de suas maravilhosas obras, escreve um conto baseado em um aniversário de uma idosa que acabara de completar seus 89 anos.
Em contraste com todas as manifestações de carinho, admiração, afeto que recebe, a velha se conserva em silêncio. Silêncio enigmático e ameaçador. A barulheira de filhos e netos não a perturbam. Vista de fora, é só uma velha feliz, que se aproxima dos noventa, ainda inteira, cercada dos descendentes queridos que celebram sua longevidade, protegida entre os seus.
Os convidados cumprimentam e presenteiam sim a aniversariante, mas sem a verdadeira preocupação que se deve ter com o ser humano, especialmente quando se chega aos 89.

Clique aqui e leia o conto "Feliz Aniversário" na íntegra.

Home Care - Atendimento Domiciliar - Uma solução no cuidado ao Idoso

Foto do arquivo pessoal de Daniela Ribeiro

Home Care - Adota-se este tipo de serviço os pacientes que necessitam de monitoramento constante. São serviços domiciliares de procedimentos simples, como consultas médicas, cuidados de enfermagem, terapia intravenosa, tratamento de feridas, aplicações de vacinas e outros mais complexos.

Para saber mais sobre serviços de Home Care, consulte o site abaixo.


Marcos da Inserção do Tema no Setor Saúde

Datas importantes sobre Violência contra idosos

1975 - nomeada pela primeira vez violência contra idosos

1994 - Lei 8.842 - Política Nacional do Idoso

1999 - portaria 1.395/GM - Política de Saúde do Idoso

2003 - promulgado Estatuto do Idoso

2006 - portaria 2.528/MS - Política Nacional de Saúde da Pessoal Idosa

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dia mundial de combate à violência contra o idoso

Dia 15 de junho é considerado, pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia mundial de combate à violência contra o idoso. A violência ao idoso não é um fato isolado, e sim um reflexo da violência na sociedade como um todo. Os idosos são pessoas que geralmente tem uma maior fragilidade, precisam de cuidados e principalmente de paciência. Agressões físicas, psicológicas, abandono e exploração financeira são as denúncias mais comuns nas delegacias especiais de atendimento ao idoso. Só no Brasil, dois milhões de idosos são vítimas de agressões todos os anos.

O país não possui um canal de denúncias específico para a violência contra o idoso, mas a rede telefônica do Disque Denúncias 181 funciona também para esses casos.

Por Gabriela Nascimento
Julho de 2009

Veja a matéria na integra:

Imunização em Idosos

Segundo a Dra. Ana Verena Almeida Mendes e Dr. Rodolfo Teixeira, médicos infectologistas, as práticas de vacinação inicialmente eram direcionadas quase exclusivamente às crianças e por fim contemplaram os idosos. Atualmente já existem claras recomendações nacionais e internacionais dirigidas ao controle de doenças imunopreveníveis em pessoas com 65 anos ou mais especialmente voltadas para a prevenção de infecções do trato respiratório, as quais são importantes causas de morbi-mortalidade nesta população. Hoje as vacinas indicadas para esta população são:

• Anti-Pneumocócica
• Anti- Haemophilus influenzae
• Anti-Influenza
• dT ou Dupla tipo adulto

Vale ressaltar que apenas três destas vacinas estão disponíveis em rede pública, cabe portanto aos profissionais da área de saúde, incorporar profundamente a idéia de que "prevenir é melhor que remediar".

Leia mais aqui:

Doenças Neurológicas em Idosos

De acordo com o Dr. Alfredo Rizzo, Neurologista do Centro Médico Hospital Português, as degenerações celulares atingem o neurônio ou célula nervosa, dando lugar a males como o de Alzheimer e o de Parkinson. Alguns sintomas, embora também surjam em idades mais precoces, alcançam maior prevalência entre os idosos, como os tremores.

Prevenção

Fazer uma dieta pobre em gorduras, não fumar, praticar exercícios físicos, são maneiras de retardar o endurecimento dos vasos e, consequentemente, de evitar o derrame. Ainda não se conhece uma maneira de evitar a doença de Parkinson, mas pode ser tratada com medicamentos e com atividades físicas várias. A doença de Alzheimer poderá ser previnida com estimulação de atividades cognitivas. O tratamento da doença tem ganho novos recursos sob forma de medicamentos como o donepezil, a galantamina, a memantina e a rivastigmina.

Saiba mais:

A Saúde Física e Mental do Idoso

Segundo a Dra. Kátia Vasconcelos Guimarães, Geriatra do Hospital Português, a participação dos cidadãos da 3ª idade na população é cada vez maior e isto acarreta mudanças e desafios para o país, bem como a necessidade maior atenção a saúde física e mental de cada indivíduo, para que o mesmo continue produtivo e feliz na velhice.

A velhice é marcante por volta dos 60-65 anos, porém o envelhecimento ocorre desde os primeiros momentos de vida intra-uterina. Precisamos lembrar que desde esta época já perdemos células, tecidos e que, "trabalhar as perdas", sejam elas físicas ou emocionais, vai nos levar a um envelhecimento saudável. Junto com os cuidados com a alimentação, prática de atividade física, temos que antes de tudo gostarmos do nosso EU, seja ele com rugas ou ainda sem elas, para termos a esperança de uma boa 3ª idade.

Saiba mais no link abaixo.

Envelhecimento Ativo


De acordo com o Geriatra e Gerontólogo, Armando Miguel Junior, é importante que os idosos continuem envelhecendo trabalhando com a sociedade. Dados de uma pesquisa realizada no Japão revelaram que os idosos com falta de contato social tinham uma vez e meia mais chances de morrer nos três anos seguintes do que os que possuíam apoio social.

Arnaldo Miguel enumera os principais apoios sociais:
- Moradia segura
- Fatores Psicológicos
- Fatores comportamentais
- Violência e abuso contra o idoso
- Exclusão

Ainda de acordo com o Geriatra, os fatores determinates para o envelhecimento ativo são: renda, trabalho e proteção social e entre os desafios estão: transporte gratuito e de qualidade, criação de uma imagem mais positiva dos idosos e redução da injustiça social.

Veja mais na integra. http://www.saudegeriatrica.com.br/medicina/saude/geriatria/gerontologia/idoso/glossage01.html

Atendimento aos Idosos no Brasil

Telefones para denúncias de maus tratos, ameaças e abandono material, entre outras manifestações de violências; defensorias do interesse de pessoas idosas, fiscalização de estabelecimentos que prestam serviços a idosos, além de orientações em geral.


Acre - Rio Branco
Promotoria Especializada na Defesa da Cidadania e Saúde
(68) 3212-2112/ 3212-2090/ 3212-2080

Alagoas - Maceió
Promotoria Especializada em Defesa da Saúde, Idoso e Deficiente - Ministério Público
(82) 2122-3500

Amapá - Macapá
Promotoria de Justiça da Cidadania - Casa da Cidadania
(96) 3212-1850/ 3212-1851

Amazonas - Manaus
Centro de Proteção de Defesa - Delegacia do Idoso
(92) 3236-9216/ 3214-5800

Bahia - Salvador
Promotoria do Idoso
(71) 3103-6408/ 3103-6545

Brasília - Distrito Federal
Disque-Idoso
Recebe denúncias de maus tratos, transportes, informações sobre direitos.
Das 8 h às 18 h, de segunda a sexta-feira.
0800-6441401 - recebe ligações somente dentro do Estado.
SOS Idoso
(61) 3342-1407

Ceará - Fortaleza
Fala Fortaleza
Atende denúncias de maus tratos e abandono.
Das 7 h às 19 h, de segunda a sexta-feira.
0800-2850880


Acesse na íntegra

Violência contra os idosos - Maria José Ferros Hespanha

  • A violência na família pode ter diversas causas e assumir um carácter mais ou menos explícito.
  • Nas instituições a violência torna-se, muitas vezes, mais aparente devido ao maior distanciamento afectivo, à impessoalidade dos cuidados e a um regime disciplinar demasiado apertado e rígido.
  • De uma forma geral a sociedade tolera - e, por isso, torna-se cúmplice - do abandono, da falta de respeito e da degradação da condição social dos idosos, contribuindo assim para a difusão de uma cultura de violência (decerto camuflada) contra aqueles que não se integram nos novos padrões sociais de beleza, dinheiro e consumo.
  • A marginalização dos idosos e a violência simbólica que contra eles é exercida operam através de processos complexos e nem sempre visíveis.
  • Perante um idoso, é forçoso ter sempre presente que se trata de uma pessoa diminuída nas suas capacidades de reação e adaptação ao meio e às agressões da vida.
  • O processo natural do envelhecimento também favorece a marginalização, mas é importante reconhecer que não foi sempre assim.
  • Como se referiu, esta desvalorização social dos idosos contrasta com a riqueza de conhecimentos e de experiências que eles foram acumulando ao longo da sua vida.
  • O ritmo de vida e as regras de conduta impostas pelas sociedades contemporâneas representam um outro factor de marginalização e de exercício de violência simbólica sobre os idosos.
"O que se pode retirar destas situações, é que deve ser dada maior atenção às condições e aos contextos em que se gera violência e assumir a defesa dos idosos, com base numa solidariedade inter-geracional consciente e sem reservas."


Saiba mais sobre os tópicos acima, visitando o endereço abaixo:
http://www.violencia.online.pt/scripts/cv.dll?sec=idoso&pass=idoso

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Tipos de Violências - Saiba quais os principais tipos de violências que são acometidos contra os Idosos

São inúmeras as formas de violências contra os idosos, dentre elas, as que mais se destacam são:

Abandono
Ausências ou deserção dos responsáveis governamentais, institucionais ou familiares de prestarem socorro a um idoso que necessite de proteção.

Negligência
Recusa ou omissão de cuidados necessários ao idoso, por parte dos responsáveis familiares ou institucionais. Frequentemente se associa a outras formas de violência que geram lesões e traumas para a pessoa idosa, sobretudo aquela em situação de dependência ou incapacidade.

Abuso, maltrato ou violência física
Uso da força física para compelir o idoso a fazer o que não deseja, a feri-lo, provocar-lhe dor, incapacidade ou morte.

Abuso, maltrato ou violência psicológica
São agressões verbais ou gestuais com o objetivo de aterrorizar, humilhar, restringir sua liberdade ou tirá-lo do convívio social.

Abuso ou violência sexual
Ato ou jogo sexual de caráter homo ou hetero-relacional que utilizam pessoas idosas visando a obter excitação, relação sexual ou práticas eróticas por meio de aliciamento, violência física ou ameaças.

Violência na vida do Idoso: um olhar de quem a vive

Na sociedade que se envelhece, observa-se uma antinomia: ao mesmo tempo em que se estimula de todas as formas o prologamento da vida, pouco se valoriza o ser que envelhece.
Sabe-se que esta é uma luta fadada ao insucesso. Não há como evitar o desgaste e a decadência do corpo da pessoa que envelhece, assim como de qualquer outro ser vivo.
Foi pensando no tema "Violência ao Idoso" que a enfermeira e socióloga Dra. Maria J. da Silva e colaboradores escreveram o artigo A violência na vida contidiana do idoso:um olhar de quem a vivencia, publicado na Revista Eletronica de Enfermagem no ano de 2008.
Além do estudo que foi desenvolvido para embasar o artigo, os autores mencionam todos os tipos de violência que afetam tanto direta como indiretamente a vida contidiana do idoso e suas complicações sociais.

Leia o artigo na íntegra, clicando abaixo:

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Dia Nacional do Idoso - 1º de outubro

video

Vídeo mensagem sobre valorização do Idoso

Decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo Presidente da República, a Lei 11.433 dispõe sobre o dia nacional do Idoso, a ser celebrado anualmente no dia 1º de outubro, com a finalidade de promover eventos que valorizem a pessoa idosa na sociedade.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11433.htm

Agressão ao Idoso

Vídeo com reportagem mostrando agressão física contra idoso exibida pelo Programa Hoje em Dia da TV Record.

video

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Lei 10.741 que trata do Estatuto do Idoso

Decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo Exmo. Sr. Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, em 1º de outubro de 2003 a lei 10.741 que dispõe sobre o Estatuto do Idoso com o objetivo de regularizar os direitor das pessoas com mais de 60 anos.

Consulte a lei na integra aqui:
http://www.planalto.gov.br/ccivil/LEIS/2003/L10.741.htm

Vídeo com breve comentário sobre o estatuto do idoso.

video

domingo, 22 de novembro de 2009

Respeite o Idoso!

Centro Integrado de Atenção e Prevenção da Violência contra a Pessoa Idosa
Localizadao na Rua da Mangueira, n°55 Mouraria
Nazaré - Salvador - BA
Horário de atendimento das 8h30 às 12h00
Tel: (71) 3421-4650 / (71) 3243 - 6821

O Núcleo de Direitos Humanos de atendimento à pessoa idosa visa prestar serviço de orientaçao jurídica, atendimento psicológico e social a toda pessoa idosa vítima de qualquer tipo de violência. Com isso o NUDH Idoso objetiva acolher, informar, orientar, amenizar os danos causados e, quando possível, solucioná-los.